Pular para o conteúdo principal

Pierre-Auguste Renoir




Pierre-Auguste Renoir






A dor passa, mas a beleza permanece", disse Renoir, um dos maiores pintores impressionistas, mestre em fixar em suas telas a luz, o brilho e a beleza das coisas.

Pierre-Auguste Renoir nasceu em família modesta -o pai era alfaiate. Em 1845, a família mudou-se para Paris, mas retornaria para Limoges três anos depois.

Em 1855, Renoir, com o intuito de adquirir um ofício, foi aprender decoração de porcelana e trabalhar no próprio ateliê onde estudava. Três anos depois, começou a pintar estampas em tecidos.

Em 1862, mudou-se para Paris e foi admitido na École des Beaux-Arts. Passou a visitar regularmente o Museu do Louvre e começou a estagiar no ateliê do pintor suíço Charles Gleyre.

Em 1866, inscreveu seu quadro "A Hospedaria da Mãe Anthony" no Salão Oficial das Artes, mas foi rejeitado. Dois anos depois, o salão aceitou a tela "Lise". Mesmo assim, o impressionismo -o novo estilo que Renoir adotara- ainda não era uma forma de arte aceita pela crítica. Por isso, Renoir e seus companheiros planejaram organizar uma exposição de arte impressionista.

Mas, em 1870, com a invasão prussiana da França, Renoir foi convocado, participando da guerra como soldado.

Em 1874, Renoir e outros artistas (como Manet, Degas e Pissarro) enfim organizaram a exposição dos impressionistas.

Ela se realizou no estúdio do famoso fotógrafo Nadar. Embora rejeitada pelos críticos, a exposição se repetiria em 1876, 1877 e 1879.

Durante esses anos, Renoir foi ficando famoso. Em 1880, casou com sua modelo Aline Charigot (eles teriam dois filhos, Pierre e Jean). No ano seguinte, pintou "Rosa e Azul", o célebre "quadro das duas meninas" que hoje está no Museu de Arte de São Paulo (Masp). Em 1882, viajou para a Itália para estudar.

Em 1892, obteve reconhecimento oficial para a pintura impressionista: um quadro seu foi adquirido pelo governo francês.

Num acidente de bicicleta, em 1897, quebrou o braço. Dois anos depois, foi acometido de reumatismo, passando a ter problemas de mobilidade.

Em 1904, quando já era admirado em toda a Europa, organizou-se uma grande retrospectiva de sua obra. No ano seguinte, Renoir mudou-se para Cagnes, em busca de clima mais saudável.
Oito anos depois, as dificuldades de saúde o obrigaram a pintar sentado e amarrar os pincéis aos dedos.

Com a eclosão da Primeira Guerra Mundial (1914), teve seus dois filhos convocados (eles seriam feridos). Durante a guerra, também perdeu a esposa, Aline.

Em 1919, Renoir finalmente viu suas obras serem aceitas no Louvre. Em dezembro daquele ano, morreu em sua casa de Cagnes, aos 78 anos.







Postagens mais visitadas deste blog

Sarah kay motivos para pintura

O BARROCO MINEIRO

O BARROCO MINEIRO
Apresentamos nessa aula uma variação da técnica de pintura decorativa de origem alemã, o Bauernmelerei e sua correspondente no Brasil, a Pintura Barroca.
O movimento artístico conhecido como Barroco nasceu no início do século XVII na Itália, e estendeu-se por toda Europa e América Latina, onde se desenvolveu durante os séculos XVIII e início do XIX. Foi um movimento amplo que atingiu não apenas as Artes Plásticas como também a Arquitetura e a Literatura.
Sua principal característica era a contraposição ao estilo clássico do Renascimento, que vigorava até então, apresentando suas idéias de exagero, um certo mau gosto e falta de lógica (sempre em relação ao estilo clássico).
O Barroco chegou ao Brasil com os missionários jesuítas, que trouxeram o novo estilo como instrumento de doutrinação cristã. A distância do litoral e as dificuldades de importação de materiais e técnicas dão ao Barroco de Minas Gerais um caráter peculiar, criando uma arte diferenciada, marcada pel…

Sabão de banho de açucar mascavo e aveia